Make your own free website on Tripod.com

...ADRENALINA...DIVERSÃO...AÇÃO.....AVENTURA....ADRENALINA....DIVERSÃO...AÇÃO....AVENTURA....ADRENALINA....DIVERSÃO...AÇÃO....AVENTURA....

Esporte

 

Skate

A História do Skate

 

O Skate surgiu nas ladeiras da Califórnia, com surfistas que procuravam um meio para se divertir nos dias sem onda. Pregaram um patins num pedaço de madeira e assim surgia um novo esporte Os skates eram muito primitivos, nao possuiam nose nem tail, era apenas uma tábua e quatro rodinhas.
No ano de 1965 foram comercializados os primeiros skates fabricados idustrialmente e começaram as primeiras competições.
As modalidades da época eram downhill, barrel jumping, high jumping, slalom e freestyle.
O esporte teve seu grande impulso com a invenção da roda de uretano, em 1971 pelo engenheiro químico norte americano Frank Nashworthy. Com maior aderência e mais silenciosas as novas rodas foram o empurrão que faltava para o Skate decolar de vez. Novos terrenos foram sendo desbravados como os reservatórios de água e piscinas vazias e ao mesmo tempo surgiram os skateparks, áreas especificamente construídas para a prática do skate.
Com as pistas surgiu um circuito de campeonatos, que eram de duas modalidades: Bowl Riding e Freestyle.
Com o passar dos tempos as pistas foram fechando, muitas delas devido a desenhos ruins e outras que não conseguiram resistir a especulação imobiliária. O skate ficaria undergroung por um bom tempo.
 
Nesta parada seriam desenvolvidas as duas modalidades que imperam até hoje: Street e Vertical.
O street surgiu justamente devido à carência de locais para se praticar, foi quando os skatistas se voltaram para as ruas e começaram a aplicar as técnicas aprendidas nas pistas para criar novas manobras em guias, bancos e outros obstáculos urbanos.
Ao mesmo tempo, os amantes do bowlriding, começaram a construir rampas tipo Half Pipe, que manteveram viva a modalidade, outrora praticada nos skateparks ou então em piscinas de fundo de quintal.
Com o desenvolvimento dessas duas modalidades, Street e Vert, os campeonatos passaram a ser realizados dentro de grandes estádios, com arenas especialmente construidas para estes mega eventos.
 
 

Os skateparks voltaram a aparecer, desta vez na forma de rampas de madeiras aglomeradas em áreas, geralmente cobertas, e o skate decola mais uma vez.
Tipicamente urbano, o skate, atualmente, se encontra em franco desenvolvimento, com muitas pistas sendo construídas no mundo todo, com uma enorme variedade de manobras e terrenos, escadas, calçadas, meios-fios, bancos, hidrantes, rampas de madeiras, piscinas abandonadas... que são apenas uns dos locais onde podemos presenciar toda a energia do Skate.
No Brasil, o primeiro campeonato de skate aconteceu no Clube Federal (RJ) no final de 74. Em outubro de 1975, foi realizado na Quinta da Boa Vista (RJ) o primeiro grande campeonato. Em dezembro do mesmo ano foi inaugurada, em Nova Iguaçu, a primeira pista de Skate da América Latina. Outras tantas foram construídas. Mais e melhores campeonatos vieram, e o Brasil, que passou a ser conhecido internacionalmente como o paraíso das pistas de concreto, é atualmente apontado como a segunda grande potência mundial do esporte com profissionas de ponta como Sandro Dias (SP), Lincoln Ueda(SP), Bob Burnquist (RJ), Cristiano Mateus (SP), Rodil de Araujo (PR), Carlos de Andrade (PR) e Rodrigo Teixeira (SP), para citar apenas alguns.
Atualmente o skate competitivo se divide basicamente em Street e Vertical com a grande maioria dos campeonatos sendo disputados nessas duas modalidades, mas ainda existem outras amplamente praticadas como Downhil Slide, Speed, Mini Rampa e Pool Riding.
O Circuito Brasileiro de Skate Profissional inaugurado há 16 anos atrás e realizado pela UBS (União Brasileira de Skate), conta com provas passando por estados com São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Brasilia, realizadas pela CBSK (Confedeação Brasileira de Skate).
Existe o Circuito Mundial organizado pela WCS (World Cup of Skateboarding) que conta com um calendário com provas passando por países como Canadá, Inglaterra, Alemanha, Suíça, Estados Unidos e Brasil.
Com um cálculo de 10 milhões de participantes no mundo (6.2 milhões só no E.U.A.), o skate entra em sua quarta onda de popularidade
O Skate é um esporte sem limitações. Para se conseguir algo é necessário dedicação.
O aprendizado das manobras é como aprendizado para a vida — temos que agir com perseverança, sempre tentando acertar, mas sem se envergonhar do erro.
O Skate é mais que um esporte.
É um estilo de vida.
 

 

Ver Fotos

Algumas Manobras

 

Voltar para Página Inicial