Make your own free website on Tripod.com

Entrevista do Mês

Moska

Músico, compositor, poeta, ator, intérprete, fotógrafo... Moska é o tipo de artista que encanta em cada gesto, com simplicidade, inteligência, cultura e distribuindo arte por todos os lados...

- Confiram um trecho da entrevista que o Moska deu ao site "Alô Mùsica" -

* Você começou a estudar violão ainda bem jovem - como foram teus primeiros contatos com a música?

Moska - Sou de uma família numerosa, pai, mãe e quatro filhos. Sou o caçula. Meu irmão mais velho tocava um violãozinho e vivia cercado de meninas por isso. Sinceramente, acho que foi o que me atraiu pro violão...a sedução. Além disso, meu pai escutava clássico, minha mãe Roberto Carlos, e os irmãos se dividiam em Rock, Mpb e jazz... Fora a empregada que escutava os bregas...

 * E quais eram as tuas preferências na época?

Moska - Gostava da mistura, conseguia me divertir com tudo. Cada um dos personagens lá de casa se fazia expressar por esses estilos... Por isso acho que gosto um pouco de tudo. Sempre fui assim. É claro que temos fases de preferências, mas estou sempre de olho em qualidade, independente do estilo.

* Você é auto-didata ou estudou violão?

Moska - Auto-didata... Meu irmão me ensinou as duas primeiras, um amigo da rua mais duas, o primo outra e assim por diante. Depois comecei a comprar aquelas revistas de cifras com canções de sucesso. A diferença é que nos anos 70 e 80 essas revistas traziam cifras de MPB, que fazia um grande sucesso nas rádios. Hoje...

 * Quando você começou a compor?

Moska - Aos 13 anos fui pra um acampamento em Campos do Jordão e conheci Andre Abujamra, artista paulista que é meu amigo até hoje. Ele também me ensinou alguns acordes... Quando voltei desse acampamento fiz minha primeira canção: “Kid Pena”. A saga de um cowboy brasileiro sem pé nem cabeça. E aí não parei mais. Eu tinha uma grande atração pelo humor.

Arquivo

Entrevista com Madona

"Marilyn Manson : Drogas, censura, arte e América"

Voltar para Mùsica